PONTE LUIZ I NO TEMPO DAS PORTAGENS

Set 3, 2014 | NOTÍCIAS

Ainda o Metropolitano não existia em Portugal, nem se pensava que tal meio de transporte viesse a passar pela Ponte Luiz I, pagava-se a chamada Portagem, que existiu até dezembro de 1943.
Até essa data a taxa de portagem dividia-se em três escalões:
– Cinquenta centavos, para camionetas de carga ou de passageiros, que raramente faziam a travessia da ponte naquela época.
– Vinte centavos, para os automóveis ligeiros.
– Dez centavos, para os peões que atravessavam a ponte com carregos, como um cesto de couves, um carrego de galinhas, ou apenas, por exemplo, com uma abóbora à cabeça.
Os bilhetes aqui reproduzidos foram cedidos gentilmente pelo Senhor Antero Pinto, também conhecido por Antero da Ponte, que foi Fiscal da antiga JAE – Junta Autónoma de Estradas e responsável pela manutenção da Ponte Luiz I, desde 1943 até ao início dos trabalhos de implantação do Metropolitano em 2001.

Pin It on Pinterest

Share This